Home Campanhas de campo
PDF Imprimir E-mail
Escrito por Sílvio Luis Rafaeli Neto - favor citar suas fontes.   

 

Campanhas de reconhecimento

 

Nos dias 18/072008 e 24/072008 foram realizadas campanhas de campo para reconhecimento durante as quais foram analisados os seguintes fatores:

1.      Acesso às margens e centro do rio: foram identificados os proprietários, as condições físicas para se chegar às margens do rio e a necessidade de canoas. Concluiu-se pela utilização prioritária de pontes e balsas. Em apenas um ponto foi utilizada canoa e em outro foi necessária a coleta na beira do rio.

2.      Tempo para fazer os percursos e retornar a Lages de modo a enviar as amostras ao laboratório: foram exploradas diversas trilhas e acessos (Figura 14), bem como experimentada a possibilidade de realização da campanha em 2 dias, o que foi feito nos dias 28 e 29/08/2008.

3.      Custo da campanha de campo: cada campanha de monitoramento percorreu cerca de 350 km. As campanhas de reconhecimento percorreram distâncias maiores, uma vez que as trilhas e, principalmente, os acessos ainda eram desconhecidos.

Durante as campanhas de reconhecimento foram feitos ensaios de amostragem composta, ou seja, com repetição em três pontos na seção transversal do rio (margens e centro). Mediu-se o oxigênio dissolvido, sólidos dissolvidos, condutividade e salinidade. Os resultados preliminares não indicaram diferenças significativas, razão de se ter adotado amostragem simples, o mais próximo possível do centro do rio.

 

 

(a) amostragem em ponte, (b) amostragem em barco, (c) amostragem em balsa, (d) amostragem na beira do rio 

 

Campanhas de monitoramento

Cinco campanhas de monitoramento foram realizadas em sete pontos ao longo do rio nas seguintes datas: 28-29/8/2008, 18/9/2008, 4/11/2008, 25/11/2008 e 11/12/2008. As amostragens a partir do dia 04/11 foram precedidas de períodos de chuvas intensas. As amostragens dos dias 28 e 29/08 foram precedidas de período de longa estiagem. A partir do dia 18/09 todos os pontos foram amostrados num único dia, sendo as amostras mantidas em caixas térmicas com gelo. Ao final do dia, o gelo era trocado e feita a postagem na transportadora. As amostras chegavam ao laboratório próximo das 10:00h do dia seguinte.

Procurou-se seguir uma rotina de campo de modo que o horário de coleta de uma amostra fosse a mesma ao longo das campanhas. A razão principal está em que alguns parâmetros, como o oxigênio dissolvido, dependem da temperatura da água. Entretanto, a sazonalidade provocou aumento da temperatura dos meses mais frios para os meios mais quentes.

 

 

 

 

Design MMDCStudio. Validado XHTML and CSS.